Faça uma Maratona: Round 6 / Squid Game

 

Se você tá sempre de olho nas novidades da Netflix e acompanhando o buzz que as séries da plataforma geram com certeza viu algo de Round 6 / Squid Game, certo? A série sul-coreana está fazendo um grande sucesso no quesito teorias e memes, além de deixar vários fãs de produções orientais orgulhosos. Hoje vou te dar alguns motivos para você maratonar essa série no próximo final de semana.

Jogos de sobrevivência?

Eu fiquei super curiosa para assistir depois de ver um vídeo no Tiktok de um dos jogos apresentados na série, mas o que eu não imaginava é que ela seria mais interessante do que apenas jogos de sobrevivência. É claro que os jogos é um dos aspectos mais interessantes do drama, já que o tempo inteiro eles nos deixam tensos sem saber quem é que irá sobreviver a cada rodada. Quando alguém perde a vontade bate aquela tristeza por perder um personagem que se tornou querido em poucos episódios.

Algumas cenas dos jogos podem conter gatilhos, então é bom se atentar a isso durante a maratona. Mas para quem está acostumada a assistir coisas pesadas muito sangue e outras coisas podem não fazer cócegas.

Dramas pessoais

A série não apresenta os personagens superficialmente e os coloca nos jogos "do nada". A ideia do jogo é, de certa forma, usar do livro arbítrio dos jogadores para que eles permaneçam ali. O motivo principal é a necessidade de dinheiro que eles tem, entretanto ao mostrar os dramas pessoais de cada um e nos fazer entender os motivos que os levam a aceitar as condições do jogo nós deixamos de julgar a insanidade  dos personagens por aceitar aquilo.


Estética e linguagem

Uma das coisas que mais amei na série foi a direção e fotografia e direção de arte. Grande parte dos cenários dos jogos são incríveis e nos passam uma sensação de surrealismo e perfeição simétrica. Algumas coisas ali seriam mais apreciadas no cinema, mas por se tratar de uma série eu particularmente acho muito mais incrível. Manter essa consistência em diversos episódios e diversas cenas não é fácil e eles conseguiram fazer com maestria.

O filme ainda nos apresenta diversas influencias de torture porn, como Jogos Mortais e quem falar que não sentiu uma vibe Jogos Vorazes e Battle Royale estará mentindo. Após o sucesso a série está sendo acusada de plagiar o filme As the Gods Will de 2014, mas como eu não assisti não irei comentar as semelhanças e a Netflix que se vire, né kk O importante é que o entretenimento foi entregue com sucesso.

Minhas considerações

Particularmente acho que há alguns furos de roteiro e coisas que não fizeram sentido, principalmente com o diretor já dizendo que não pretende trabalhar em uma segunda temporada (mas sem descartar a possibilidade totalmente). A série não é perfeita em atuações e diálogos, mas entrega o que se propõe a entregar. Vale a pena assistir, seja maratonando ou não.

🎥



Postar um comentário

0 Comentários