Flores de Alvenaria, de Sérgio Vaz

 

Flores de Alvenaria

Por incrível que pareça no momento tenho dado prioridades para leituras de contos e crônicas, poemas e poesias. Sim, já falei tantas vezes por aqui que não sou muito fã desses gêneros, mas a necessidade do momento acabou fazendo com que essa seja a melhor opção de leitura, pelo menos por enquanto. Por sorte eu recebi Flores de Alvenaria da editora Global, parceira aqui do blog, e ele caiu como uma luva.

O livro, que está com uma nova edição, tem diversas poesias do autor Sérgio Vaz e algumas de suas crônicas. Gostei muito dessa leitura pois os textos possuem uma grande critica social com palavras tão tocantes para quem está lendo. Muitas pessoas ao ler esses textos vão se sentir representadas, vão sentir que parte de suas histórias estão sendo contadas ali. Esse é um livro que eu indico muito não apenas para quem gosta do gênero, mas para quem gosta dessa representatividade.

Algumas frases do livro para vocês.

Não posso entender como ainda tem pessoas que bradam retumbante que querem um país melhor, mas ao mesmo tempo, não querem que sol da liberdade brilhe para todo mundo.

A vida sabe o que eu quero
e fica se fazendo de difícil. 

Enfia o dedo na cara do seu dia e diz:
Hoje vou ser feliz, quer você queira ou não.

Ter inimigos é bom
Muitas vezes
são os únicos
que prestam atenção
no que a gente faz.

Tem uns textos que se tornaram muito queridos, como os marcados, mas em especial o "Naquele tempo que era bom" me fez refletir algumas coisas. Não apenas sobre as pessoas com mais de 30 anos que ele cita, mas cara... como que a gente tem um saudosismo, né? Eu pensei sobre a minha infância e fazendo um paralelo com o texto é triste pensar que as coisas não era tão boas assim, mesmo eu vivendo em uma cidade tranquila, sem aqueles problemas em que ele relata. Uma das frases finais é muito explicita ao sintetizar isso

É que a gente era criança, e quando se é criança "aquele tempo era bom" em qualquer lugar.

A infância é muito mais fácil ao não termos nenhum tipo de preocupação, né?  Mas a minha infância não foi fácil, apesar de ter sido feliz. Não posso reclamar, pois como dizem por ai "eu tive tudo" e tudo que eu falo é de comida quentinha na mesa, roupa e lugar seguro para dormir. Enfim, saudosismo é bom? Às vezes. Mas o agora é melhor.

📚

Título: Flores de Alvenaria • Autor: Sérgio Vaz • Editora: Global
Compre o livro aqui

Ajude o blog fazendo suas compras na Amazon com meu link

Postar um comentário

2 Comentários

  1. Olá...
    Adorei sua resenha!
    Fiquei com muita vontade de ler esse livro, os fatores que compõe o enredo parece tornar a leitura sublime... Gostei bastante de seus comentários!
    Dica anotada!
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  2. Amei a resenha. Estou adorando conhecer autores nacionais e já vou colocar esse na lista.
    beijos
    https://www.dearlytay.com.br/

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita! ♥ Se gostou do post deixe seu comentário com suas impressões sobre o texto.

Caso você tenha um blog não esqueça de deixar seu link que eu irei retribuir sua visita.

IMPORTANTE
Os comentários publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião da blogueira.

Contato: silvianecasemiro@gmail.com