Fear Street Parte Um: 1994

 

Fear Street está entre nós e a aposta de terror da Netflix deixará o mês de Julho mais sombrio. Com uma classificação indicativa de 18 anos será é tudo isso mesmo? Não vou negar que eu fui com muita sede ao pote com esse filme, mesmo sabendo que ele não seria um grande terror como promete ser.

Eu amei o inicio do filme que faz uma linda homenagem a Pânico. Podemos ver isso quando a personagem corre e o assassino a pega por trás e quando ela tira a máscara, tirando o fato de que aqui vemos seu rosto. Eu amo um bom slasher e sempre fico aflita com essa curiosidade de saber quem é o assassino, mas em Fear Street isso não acontece, pois o sobrenatural acaba levando a obra para uma outra coisa. Provavelmente eu teria gostado mais se fosse um slasher clássico e não algo relacionado a uma bruxa, mas tudo bem. Os "monstros" que aparecem tem histórias interessantes e eu já sei quem um deles será abordado na segunda parte.


O que mais deixou a desejar aqui foram as atuações e por isso acabei ficando metade do filme passando nervoso com o casal principal e outra metade torcendo para que os personagens secundários morressem. Todos ali pareciam se esforçar muito para entregar uma boa atuação e chegou a ficar superficial momentos de raiva, por causa do relacionamento dando errado, ou por medo do assassino indo atrás. O que é meio triste, pois o enredo tem representatividade (já fugindo completamente dos slashers que conhecemos) e um alivio cômico que não fica focado em mostrar que a pessoa entende tudo ou que ela gosta de tirar sarro de quem entende.

De todo o mais eu amei muito a fotografia, toda essa nostalgia dos anos 90 que ela conseguiu passar. Também todo o design de produção é maravilhoso, desde um computador velho até os posters nas paredes. Como uma criança que nasceu nos anos 90 e que passou a infância e adolescência vendo filmes dessa época foi muito bom ter essa sensação. Estou aguardando a segunda parte do filme e torcendo para ficar com mais medo, haha.

Postar um comentário

3 Comentários

  1. Olá,
    Sempre dou play nos filmes da Netflix relaxada, sem expectativas. Principalmente os dos gêneros que curto, como terror.
    Eu gosto até de slashers que fazem esse tipo de homenagem, então já é um bom ponto.

    até mais,
    Canto Cultzíneo

    ResponderExcluir
  2. Oi
    Adoro filmes e com essa pandemia tenho visto muitos, esse ainda não vi, mas vou lá conferir ;)
    Beijinhos
    Renata
    Escuta Essa | Instagram | Facebook | Twitter

    ResponderExcluir
  3. Oie, tudo bem? Ah, eu assisti esse filme assim que chegou na Netflix. Estava bem ansiosa. Primeiro por ser adaptação. O autor era muito famoso nos anos 90. Também gostei dessa atmosfera anos 90. Concordo com você a fotografia tem um toque diferente. Quanto a atuação achei bem fraca em vários sentidos. Apesar de uma das atrizes já ter feito a série Pânico creio que o restante parecia ser o primeiro trabalho. Mesmo assim assistirei os próximos. Um abraço, Érika =^.^=

    ResponderExcluir

Obrigada pela sua visita! ♥ Se gostou do post deixe seu comentário com suas impressões sobre o texto.

Caso você tenha um blog não esqueça de deixar seu link que eu irei retribuir sua visita.

IMPORTANTE
Os comentários publicados nesse blog são de inteira responsabilidade dos seus autores e não refletem a opinião da blogueira.

Contato: silvianecasemiro@gmail.com