Você REALMENTE lê tudo que compra?



Nos últimos dois meses rolaram promoções gigantes na Amazon, e a tradicional feira da USP esse ano foi online, então os leitores estavam com opções e mais opções para gastar. Mas quando eu vejo todos os reels sobre gastos com livros, ou sobre se enfiar em divida por causa dessas promoções eu me pergunto o quando foi que a comunidade literária deixou de se importar com o conteúdo dos livros para se importar com a estética que ele trás ao ambiente e principalmente ao feed.

Eu falo isso pois já tive a minha fase de gastar tudo em livros e a maioria dessas livros eu nunca nem li e hoje estão na biblioteca da minha cidade, talvez pegando poeira ou talvez sendo lidos por alguém. Será que era só uma fase e hoje não gosto mais tanto assim dos livros? Pelo contrário, continuo amando eles, mas esse consumo desenfreado me fez perceber que eu não estava valorizando aquilo que o livro deve me trazer de melhor, aquilo que ele serve para fazer. O que adianta eu ter muuuuitos livros na estante que eu não li e por consequência não absorvi nada do que ele poderia me ensinar? 

Claro que não da para deixar de lado o fato de que muitos livros na estante deixa a estante bonita e isso vira cenário para os fotos do feed ou que juntar pilhas de caixas e postar reels, stories e fazer igtv com o unboxing pode gerar um ótimo engajamento pois o jovem consumidor de livro da Amazon está acostumado a necessitar de aprovação dos outros nas redes sociais. 

Se as pessoas não estivessem tão preocupadas com a quantidade de livros que irão comprar e sim com a qualidade dos mesmos, ou com o que aquela história vai de fato te proporcionar no momento em que você a lê, então muitos poderiam valorizar um pouco mais as livrarias que tem pessoas ali realmente engajadas na representação do livro na sociedade e na sua formação.

Enfim, um pequeno desabafo sobre o consumo exagerado de livros que nunca serão lidos. E bom, antes que alguém se dê ao trabalho de falar: eu sei, o dinheiro é seu e você tem todo o direito de gastar com coisas que nunca vai usar/ler.

Postar um comentário

4 Comentários

  1. Oi, Sil!

    Assim como comentei no seu post no instagram, irei comentar aqui também. Eu acho o seu questionamento extremamente pertinente. Eu tenho muitos livros aqui em casa que estão parados e eu sei que não tenho pretensão alguma de ler, por isso resolvi fazer uma limpa e de agora em diante estou comprando apenas o que sei que vou ler em algum momento. Pode ser que não seja no momento da compra, mas sim um mês depois, mas que de alguma forma sei que irei ler. Felizmente, sou beeeeem controlada em relação meus gastos, até demais. Hahaha Mas assim, reconheço que muitas pessoas são impulsivas e acabam comprando livros porque estão em promoção e não porque tem pretensão de ler de fato. Nos últimos meses estabeleci um limite: não compro livros com valores maiores que 25. Então isso está me ajudando e muito, porque é basicamente um freio. E tem dado certo! Todos os livros que comprei, foram baratinhos e li pelo menos 80% deles. Porém reconheço que essa é uma questão super válida e que temos que pensar antes de agir com impulsividade e sair comprando tudo.

    ResponderExcluir
  2. Aqui a refletir....
    Nos últimos tempos tenho comprado menos, devido ao dinheiro curto e ao grande número de livros não lidos mas não deixei de comprar.

    ResponderExcluir
  3. Esse ano repensei bastante sobre esse assunto, não quero ter uma estante cheia só por ser algo bonito (e olha que era o meu sonho, acho lindo e sempre quero ler o máximo possível). Há livros que eu já li 5x na minha estante e outros nem toquei, então estou tentando doar/vender e comprar apenas os que já li em e-book e sei que lerei novamente.
    Ótimo post!
    Beijos

    ResponderExcluir
  4. Oi!
    Esse post ajuda muito pensar sobre o consumo não só de livros, de outros produtos também.
    Já fui muito consumista com perfume, maquiagem e esmalte, hoje quase nem compro esses itens.
    Quanto aos livros comecei comprar de 2019 para 2020 e por enquanto tenho comprado os que desejo demais. E tenho lido graças a Deus.
    Beijos

    ResponderExcluir