Resenha: Segure Minha Mão

 


Com um plano de fundo da guerra polaco-soviética o autor Guille Thomazi conduz um romance épico que não é para poucos. Digo isso pois a obra segue uma narrativa em terceira pessoa alternando com parágrafos curtos e acontecimentos rápidos, além de repetições que pode cansar alguns leitores que não estão habituados (inclusive eu). Acima disso o livro Segure Minha Mão nos força a ler mais, torcer e sofrer junto com o personagem, e por fim sentir raiva do autor.

A premissa da obra é a busca de Olek por sua esposa em meio a guerra pois acredita que somente ela tem como salvar sua filha nascida prematuramente e que sofre de nanismo primordial. Ekaterina sai de casa após o parto, onde acredita que deu a luz somente a uma criança já morta. Em um território tomado pela guerra e miséria nós acompanhamos esse homem que não desiste nem por um momento de salvar sua filha e mais do que isso um personagem que mesmo diante de todas as tragédias que presencia, desde sua infância, não perde a sua dignidade e caráter. Talvez seja por isso que o personagem seja tão cativante, mesmo quando a obra em si não parece querer deixa-lo assim. Minha impressão principal da história é que ela está sendo nos contada em uma noite ao redor da fogueira, sabe? Então dessa forma não há a intenção de fazer com que nos apeguemos a Olek e sim somente acompanhar sua jornada. 

Eu tive algumas dificuldades em lidar com alguns acontecimentos durante a leitura. A maioria das coisas que envolvem os lobos cria um aspecto misterioso e até fantasioso que eu não esperava encontrar em uma obra como essa e todos os acontecimentos de guerra que Olek presencia ou, em alguns momentos, participa, são difíceis de ler pela velocidade em que as coisas passam a acontecer.. Talvez o motivo seja minha falta de habito a ler livros escritos dessa forma ou talvez por isso ser algo que realmente me incomoda como leitora em um livro. Sobre ser incomodo acho muito bom, afinal é importante como leitora, e alguém que fala de livros na internet, sair da zona de conforto de vez em quando e poder conhecer novas narrativas.

Título: Segure Minha Mão • Autor: Guillhe Thomazi
Editora: Patúa • Recebido em parceria com Oasys Cultural

Compra o livro aqui

Para os participantes do Top Comentarista de Dezembro: Comentar na postagem do Instagram. Os comentários do blog não serão computados para o tc do mês. Os textos são iguais. Obrigada.

CONVERSATION

3 Comments:

  1. Realmente uma leitura para poucos, não me incluo entre eles.

    ResponderExcluir
  2. Estranho, pois eu jurava que com essa capa teria tudo, menos lobos rs
    Imaginei somente a guerra e suas dores. Por mais que tenha sido um enredo confuso, eu gostei da parte que envolve a guerra e seus cenários.
    Com certeza, é um livro que se puder, lerei!!!
    Beijo

    Angela Cunha/O Vazio na Flor

    ResponderExcluir
  3. Pelo jeito além de ser uma leitura para poucos, parece ter muitos detalhes que prende o leitor.
    Beijos

    ResponderExcluir

Gostou do post? Deixe seu comentário aqui para conversamos.