Primeiras impressões de Sol da Meia-Noite

 

Livro Sol da Meia-Noite, saga Crepúsculo 2020
Não tenho costume de fazer postagem para primeiras impressões de livro, mas como ando em um ritmo de leitura tão lento acabei optando por testar esse tipo de post com alguns livros específicos. Sol da Meia-Noite parece ser um livro interessante, já que há uma grande parte de pessoas que compraram e devoraram e outra que ainda não decidiu, ou acabaram dando ouvidos para criticas sobre a qualidade física do livro. 

Eu nunca falei de Crepúsculo aqui no blog pois quando o criei eu já tinha "passado" da minha fase Srta. Cullen, entretanto sempre tive um carinho especial por essa Saga pois foi com ela que acabei, de verdade, me interessando pelos livros fora do ambiente escolar (não que a minha escola exigisse livros para leitura, mas ainda havia uma certa pressão). Ainda me lembro de quando conheci o livro através de uma comunidade de Orkut onde as fãs estavam loucas pois tinha sido divulgada a primeira imagem oficial do filme. Eu tinha 16 anos e mesmo sendo uma jovem fã de metal eu me vi viciada no vampiro brilhante por alguns anos. Então é claro que fiquei feliz por, finalmente, Steph resolver finalizar e lançar esse livro. A nostalgia e a necessidade que muitos fãs daquela época tem de sentir novamente aquele amorzinho é muito bom e mesmo com todas as problemáticas da história ainda podemos exaltar essa Saga que fez parte da vida de tantas pessoas.

Li um pouco mais de 120 páginas até o momento, então nada muito relevante aconteceu na história. Digo isso pois até o momento foram páginas e mais páginas de Edward pensando e se lamentando por não escutar Bella, chorando as mágoas pois o sangue dela tem o melhor cheiro, com medo de ela morrer, descobrir que a ama e pedir para ela ficar longe dele. Não necessariamente nessa ordem, mas esses são os eventos principais. Claro que a escrita de Steph está ótima, pois sempre que pego o livro na mão acabo lendo sem parar por uma hora, mas esse meu ranço por Edward (sempre foi uma relação de amor e ódio entre nós dois) vai me deixando irritada com a história que pode se desenrolar. Ainda não cheguei na parte favorita dos fãs, como a cena da campina, mas já tô imaginando como vai ser essas páginas e mais páginas de monólogo do Edward sobre o perigo que Bella corre por ele ser um vampiro. Apesar de fazer uns 10 anos desde que li Crepúsculo pela última vez eu ainda lembro que a narração de Bella era muito mais interessante e dinâmica.

Provavelmente ainda vou levar um bom tempo para finalizar a leitura, pois tô com uns textos da faculdade para ler e o Edward não tá me ajudando muito. Mas tô bastante feliz por viver na mesma era de Steph Meyer e poder contemplar essa Saga simultaneamente.

Share this:

Postar um comentário



 
Copyright © @kzmirobooks. Designed by OddThemes