Resenha: Orgulho e preconceito



Há alguns anos eu nutro um certo amor pela adaptação de 2006 de Orgulho e Preconceito, o clássico da autora Jane Austen. Entretanto, mesmo o filme tendo seus 14 anos, eu ainda não tinha de fato lido o livro e cada vez me sentia uma leitora pior por causa disso. Eis que neste ano surge a chance de finalmente fazer essa leitura em uma LC dedicada cem por cento a Jane Austen, com o primeiro livro da lista sendo o clássico que é tão amado pelas leitoras de romance.

Claro que amei a obra, mas infelizmente a leitura para mim foi bastante penosa. Talvez porque realmente não estou acostumada com a forma rebuscada com que a autora escrevia ou pela tradução que não tinha ficado muito boa nessa edição. Entretanto vale ressaltar que eu li na versão da editora Principis, que são livros mais baratos e acessáveis e talvez por isso não tenha um grande cuidado com as edições como editoras que vendem o livro a valores maiores. Isso me incomodou um pouco na leitura sim, mas não foi o suficiente para tirar o enquanto que eu já tinha da obra.

Orgulho e Preconceito é um romance lindo, que se passa em uma época em que julgamos que todas as mulheres se casavam por obrigação e não amor; O que não era beeeem assim, apesar de serem considerados dotes, fortuna, dentre outras coisas. Justamente por isso que o amor de Lizzie e Darcy é tão lindo, pois há julgamentos entre eles no inicio por ele ser rico e ela ser pobre, assim como a personalidade de ambos ser ou não condizente com sua classe social e todo o grupo social em que eles vivem. É um amor que acontece aos poucos e não enche o leitor de cenas românticas, pelo contrário, Jane Austen criou detalhes em que nós devemos nos esforçar para notar o nascimento desse sentimento dos protagonistas como um olhar, um sorriso ou um pensamento que o narrador nos da.
— Em vão tenho lutado, mas de nada serve. Os meus sentimentos não podem ser reprimidos e permita-me dizer-lhe que a admiro e a amo ardentemente.

Uma das coisas mais legais que Jane Austen colocou neste romance é toda a ambientação, principalmente familiar de Lizzie. Os Bennets é uma afamilia muito engraçada e que parece gente como a gente, tirando o fato da mãe só procurar marido para as filhas. De certa forma esse comportamento da Sra. Bennet me incomodou bastante, mas entendo que era a única ambição real de uma mulher naquela época e quanto a isso a autora trata de colocar algumas criticas no livro. Suas irmãs mais novas me lembram qualquer adolescente que se empolga facilmente por uma pessoa desejada e infelizmente, às vezes, algumas vão até as ultimas consequências para ter aquilo que quer, sem nem ao menos pensar na própria família ou principalmente em si mesma.


Eu não favoritei o livro, porém com certeza ele se tornou muito querido principalmente pelo meu amor pela adaptação (que continua sendo um dos meus filmes favoritos da vida). Indico a leitura a todas que amam um romance de época, mesmo que esse não seja um romance de época e sim contemporâneo pois Jane escreveu contanto sobre seu próprio tempo. As situações ali são, de fato, como aconteciam na época, apesar de um pouquinho romanceada em alguns casos, mas nada que afete a leitura.

📚

Título: Orgulho e Preconceito (Pride and Prejudice) • Autora: Jane Austen
Editora: Principis (Ciranda Cultural) • Tradução: M. Ângela Santos
Esse livro faz parte da Leitura Coletiva de Lendo Jane Austen 2020

Postar um comentário

9 Comentários

  1. Oi, eu li esse livro acho que há dois anos, já vi o filme também. Li numa edição baratinha e pretendo reler numa edição que talvez tenha uma tradução melhor pra ver se me conecto mais com a história. É realmente interessante a forma como a autora construiu o romance, fazendo os personagens desconstruírem suas visões um do outro. Gostei de conferir sua opinião.

    ResponderExcluir
  2. Oi amiga,
    nunca vi nenhuma versão de Orgulho e Preconceito, tava querendo ver aquela com zumbis, acho que deve ter ficado bem legal. Sobre o livro, bom, também não li kkkkkkkk e sinceramente não é um dos que eu esteja ansioso para ler, entendo essa questão de diferença de tradução de uma editora para outra, percebi isso num livro que foi lançado pela NC e depois foi relançado pela Arqueiro, a tradução de uma era superior a outra. Mas que bom que no final o livro te agradou isso é o que realmente importa.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  3. Oi Silviane.

    Por incrível que pareça eu ainda não li Orgulho e preconceito, apenas assisti o filme. Mas pela sua opinião eu preciso dar uma chance para este clássico e conhecer Lizzie e Darcy na versão literária. Parabéns pela resenha e obrigada pela dica. Vou adicionar na lista de desejados.

    Bjos

    ResponderExcluir
  4. Olá, tudo bem? Um dos meus livros favoritos da VIDA, por tudo que acontece, pelo modo como a Jane narra, pelo modo como os personagens agem, sem defeitos para mim hahaha Que pena que não favoritou, mas a leitura valeu a pena né? Espero que agora possa ler e amar os outros livros dela!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Olá!
    A adaptação de Orgulho e Preconceito também é um dos meus filmes preferidos da vida! Mas ainda não li o livro. Da Jane Austen apenas li Razão e Sensibilidade, que gostei bastante, e pretendo mudar isso esse ano (se as demais leituras deixarem). Espero que o livro só mescle e aumente ainda mais meu amor pela história e pelo casal!

    www.sonhandoatravesdepalavras.com.br

    ResponderExcluir
  6. Esse livro da Jane Austen é maravilhoso! Amo o filme, mas apesar de ser gostoso de ver e sentir os personagens não se compara ao livro que é mil vezes maravilhoso. Amo todo detalhe do livro.


    bjs

    www.chuvanojardim.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oieee. Gosto muito do filme, tenho até o DVD e lógico, amo o livro que realmente, pode ser mais denso para alguns leitores por causa da escrita mais rebuscada mesmo, concordo com você. A parte de ser contemporâneo foi que eu não entendi muito bem...

    ResponderExcluir
  8. Oiii, eu amo tanto esse livro, mas acho que muito desse amor é por causa do filme, fico sempre emocionada quando leio o livro, esse é um daqueles que amo reler, ou assisto ao filme. Amei ler a sua opinião!

    ResponderExcluir
  9. Eu nunca li nada da Jane Austen e tenho muita vontade, Orgulho e Preconceito é um dos que eu mais quero. Gostei demais de ver como a leitura te agradou e mesmo não favoritando ele se tornou um dos seus queridinhos

    ResponderExcluir