Resenha: Profissões para mulheres e outros artigos feministas


Estamos em 2020 e ainda existem debates sobre profissões para mulheres, mercado de trabalho em geral e, claro, igualdade de salário entre os gêneros. Imagina esses debates no inicio do século XX? Pois bem, é isso mesmo que temos nesses artigos de Virginia Woolf. Esta foi a minha primeira experiencia com a autora e já amei muito a forma como ela se expressa: tão sutil, tão honesta e ainda assim com uma certa raiva dentro de si por viver em um mundo injusto para as mulheres.

De cara levamos a uma reflexão sobre o que é uma profissão para mulher. Eu digo isso pois pensando na sociedade da época em que os artigos foram escritos, de fato, quais eram as profissões femininas? Mal existia a profissão "secretária" ou "professora" que foi muito popular após os anos 50. Então a autora explica algo óbvio: o porque de as mulheres terem tido um certo sucesso como autoras ao invés de outras profissões. E sendo bem feminista falando isso a culpa é do patriarcado. Virginia explica que a única coisa que as mulheres tinham em mãos, pelo menos as que eram alfabetizadas, era papel e caneta. Um material barato que os homens não se importariam de gastar com mulheres.

O livro em si são resenhas literárias de livros escritos por homens que, de algum jeito ou de outro, falam mal sobre as mulheres e suas rotinas. Há um artigo sobre um autor/livro que acha que pode escrever melhor sobre a rotina de uma mulher do que a própria mulher e Virginia logo critica dizendo que não há maneira de isso ser possível, até porque as autoras mais famosas de épocas anteriores a ela fizeram sucesso escrevendo sobre a rotina feminina em suas obras pois era aquilo que elas viviam em sociedade. Isso me fez pensar sobre como em muitos romances de época (os de verdade) e até filmes que podem ou não ter sido adaptados mostram mulheres em rotinas tediosas em uma salinha de costura, sabe? Como poderia uma mulher escrever sobre o mundo sendo que ela mal poderia sair de sua própria casa?

Em outro texto há passagens incríveis sobre a impossibilidade da mulher ser algo mais quando não é lhes dada a oportunidade. Nem tudo nesse mundo é meritocracia e como uma mulher poderia colocar em pratica sua inteligencia se não tinha o direito de estudar da mesma forma que seus irmãos? O mais incrível para mim nesses momentos é ela refutando a ideia de que não existiam mulheres brilhantes na época e/ou mulheres que não fez nada notável/digno de atenção falando exatamente que não há como saber se não existiam simplesmente porque essas mulheres podem ter perdido a oportunidade de ser notável por causa de um casamento, pela impossibilidade de estudar.

Me pergunto muito como Virginia Woolf se sentiria vivendo em 2020. Sobre o que ela falaria a respeito desse assunto nos dias atuais? Eu tenho certeza que ela me obrigaria a refletir sobre algo que eu não pensei ainda, mas será que ela teria um pouco de orgulho do que conquistamos? Gosto de acreditar que sim, já que agora tem muitas mulheres notáveis em basicamente todos os ramos profissionais conhecidos e essa realidade está mudando mais e mais.

📚
Título: Profissões para mulheres e outros artigos feministas • Autora: Virginia Woolf
Editora: L&PM Pocket • Tradução: Denise Bottmann
Para comprar esse livro e ajudar o blog clique aqui

Postar um comentário

9 Comentários

  1. Olá, tudo bem? Uau, não conhecia esse livro ainda, mas parece ser uma leitura super importante e interessante. Adorei a resenha e fiquei com vontade de ler!

    Beijos,
    Duas Livreiras

    ResponderExcluir
  2. Olá...
    Amei sua resenha!
    Sou louca pra ler algo da Virginia Woolf, pois, parece que a cada livro ela traz assuntos relevantes e que nos fazem refletir... E eu amo livros assim!
    Também fico curiosa pra saber se a autora vivesse nos dias atuais o que ela diria para nós leitores.
    Bjo

    http://coisasdediane.blogspot.com/

    ResponderExcluir
  3. Oi Sil,
    ainda não li nada da Regina Woolf, mas, sei que ela é uma autora muito famosa, saber que ela escreveu um livro numa época que como a resenha já diz a mulher era preterida de várias coisas é simplesmente fascinante. As coisas melhoraram muito, mas a gente sabe que não chegamos nem na metade do caminho ainda não é mesmo? mulher continua sendo vista como incapazes para vários profissões, principalmente quando falamos de altos cargos. oro pelo dia que o patriarcado e o machismo serão dizimados.

    Beijos!
    Eita Já Li

    ResponderExcluir
  4. Oi Silviane.

    O único livro que li da escritora foi Mrs.Dalloway. Esse que você leu ainda não conhecia, mas pela sua opinião é uma leitura importante e especial. Já estou adicionando na lista de desejados para conhecer os pensamentos da Regina Woolf à respeito sobre o tema. Será uma valiosa leitura.

    Bjos

    ResponderExcluir
  5. Esse ano eu quero ler mais obras dessa autora e agora adicionei este livro nos meus desejados.
    Parece ser uma leitura extremamente necessária. Amei a resenha

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
  6. Cara, QUE RESENHA! QUE LIVRÃO!
    Nunca li, nem conhecia, mas já considero pacas sabe ♥ To apaixonada pelo debate, pelas ideias, pelos questionamentos. E o pensamento sobre o que acharia Virginia em nosso mundo hoje é uma pergunta perspicaz.
    Amei
    Já quero ler!

    Bjos

    http://www.livreando.com.br/

    ResponderExcluir
  7. OI!
    A perspectiva das mulheres atualmente e suas profissões mudaram felizmente, antigamente as mulheres cuidavam dos filhos e a profissão de professor tem tudo a ver com a casa (ensinamento) mas agora nós procuramos nosso próprio espaço e isso cria certas controversas masculinas. Fiquei curiosa sobre esse livro em como a autora colocou suas ideias e ideais em palavras, parabéns pela resenha, obrigado pela dica. Bjs!

    ResponderExcluir
  8. Eu tenho muita vontade de ler a Virgínia, até tenho um livro dela. Não conhecia esse, mas amei ser apresentada a ele por você. Já anotei a dica e vou procurar um exemplar para mim.

    ResponderExcluir
  9. Olá, sem dúvida é uma obra muito significativa, eu tenho ele aqui na estante e pretendia ler junto com Mrs Dalloway porém fracassei nessa missão, espero um dia retomar as leituras!

    ResponderExcluir