Série: Stranger Things — 2ª Temporada


Eis que a espera acabou e, finalmente, no dia 27 de outubro a segunda temporada de Stranger Things ficou disponível para os fãs que não aguentavam mais esperar. E como eu sou super apressada, louca e desocupada eu assisti tudo em um único dia. Sim, não consegui parar e maratonei mesmo. <3

Já quero deixar claro por aqui que achei a segunda temporada maravilhosa. Na primeira nós temos o inicio de tudo, com o desaparecimento de Will e o aparecimento de Eleven, esta que conquistou todos os fãs da série logo de cara. Millie Bobby Brown da um show de atuação com tão pouca idade, mesmo que na primeira temporada a personagem não tenha tido tantas falas (mas quem é bom é bom, né amores). Já na segunda temporada a personagem não tem tanto destaque, mas isso não tira a importancia da Eleven em nenhum momento e podemos ver o quanto ela esta diferente, não exatamente um amadurecimento no inicio mas após um certo episódio ela da uma baita mudada e ai sim vemos uma Eleven mais madura, sabendo balancear o que realmente é importante para si, fazendo suas próprias escolhas sem deixar que nada ou alguém a impeça de ser quem é (claro que dentro dos limites que lhe é possível).


Mas a melhor coisa desta temporada é que o destaque não ficou somente na Eleven. Afinal, a série não é somente ela, certo? Temos um elenco infantil, adolescente e adulto maravilhoso nessa série e todos devem ser aproveitados, com seus arcos. O melhor personagem que podemos ver é Will. O que não vimos dele na primeira temporada vimos agora e com uma intensidade incrível. Noah Schnapp se mostrou um excelente ator, sério... Eu fico impressionada de ver essas crianças atuando dessa forma. Ele leva o seu personagem a sério, cada cena que exige muito dele é perceptível o quanto ele se doa e até sofre com o Will (e olha que ele sofre bastante ao longo da temporada). Gostaria de falar sobre uma passagem em especifico, mas como fica bem no final da temporada seria spoiler e não quero estragar o post, mas para quem assisti provavelmente vai concordar comigo que nos dois ultimos episódios ele está incrível.

A temporada nos apresenta também alguns personagens novos. A mais querida é Max, uma menina nova na cidade que acaba despertando o interesse de Lucas e Dustin e aos poucos vai entrando no grupo. No inicio Mike não gosta muito da ideia de uma garota "substituir" Eleven, mas é evidente que as duas são totalmente diferentes em relação a personalidade. O ótimo da série é que demonstra que meninas (e até mulheres) podem ser fortes e independentes. Vi que alguns fãs não gostaram muito por Eleven ter sentido um leve ciumes de Max, mas eu não encaro aquilo como um ciumes porque ela acha que a menina pode ter algo com Mike e sim porque ela acaba ficando de fora do grupo por ter que se esconder. Ao meu ver isso é normal para qualquer pessoa. Acho que elas vão se tornar grandes amigas na terceira temporada.

Enfim, poderia falar sobre o arco de cada personagem e grupo que se formou, mas ficaria um textão muito mais do que já está. Vou terminar só querendo influenciar quem ainda não assistiu nem a primeira temporada... porque olha, essa é uma série que vale a pena e que esta tomando forma muito maior no sentido de criar sua própria identidade. Não é só mais uma produção inspirada nos anos 80 e obras dos anos 80. Agora é uma produção que sim, teve esse pontapé inicial, mas que vai acabar tomando seu próprio caminho.

Share this:

Postar um comentário



 
Copyright © @kzmirobooks. Designed by OddThemes