Precisamos falar sobre 13 Reasons Why

19/04/2017


O que falar dessa série amorzinho não é mesmo?! A maioria de vocês sabem que 13 Reasons Why (ou Os 13 Porquês ) é a adaptação do livro do Jay Asher com o mesmo nome, porem a série me pegou antes mesmo de estrear por uma razão: Selena Gomez! Eu não tinha lido o livro e não sabia nada sobre a história, mas saber que era um projeto importante da Selena, me fez colocá-la na minha extensa lista da Netflix. A série fala como cruel pode ser a fase escolar e como isso afeta pessoas diferentes de diferentes maneiras. Logo depois de Hannah cometer suicídio, Clay um de seus amigos, recebe fitas cassetes em sua casa e logo se vê ouvindo os porquês de tal atrocidade ter acontecido. As fitas trazem flashbacks contados por ela mesma de como foi passar tudo aquilo e como cada atitude a afetou. Em um momento ela diz “Talvez eu nunca saiba por que vocês fizeram o que fizeram. Mas eu posso fazê-los sentir como foi” e essa frase sintetiza exatamente o que a série irá mostrar ao longo dela.

Eu acho que 13 Reasons Why acima de tudo é uma série que precisa ser vista, ela não faz apologia ao suicídio como já vi várias pessoas dizerem, ela mostra como é real isso, e é essa a chave do sucesso da série, trazer uma verdade nua e crua sobre o tema para que ele possa ser discutido e evitado. Cinematograficamente a série é lindíssima, o jogo de câmeras e os cortes de passado e presente são magistralmente feitos com o cuidado necessário para o espectador não se perder no tempo. Detalhes como um simples machucado no Clay te faz diferenciar os acontecimentos. O legal que a série não se trata só da Hannah, mas sim de todos os envolvidos, o quão alguém pode crescer e mudar como foi o caso do Clay, como atitudes desencadeiam outras e assim sucessivamente, e como nós somos uma mistura de Hannah Baker, afinal quem nunca sofreu bullying na vida, mas ao mesmo tempo também nos vemos em cada porquê, porque ninguém é ruim o bastante ou bom o bastante. A maioria dos atores são novos, e mesmo assim conseguiram atingir e doar o máximo da carga emocional necessária para a série, Kate Walsh que faz a mãe da Hannah, mostrou uma personagem incrível com camadas de atuação que faz você imergir na dor e na luta diária dela. Enfim, eu sou um pouco suspeita pra falar porque eu adorei a série e maratonei em dois dias, mas se você não viu ainda, por favor corre pra ver. E para vocês que já assistiram, comenta ai o que acharam e se ela vale uma segunda temporada.

POSTADO POR LOLA

CRITICA: PUNHO DE FERRO É A PIOR SÉRIE DA MARVEL?

05/04/2017

Finalmente voltei pra falar da série que eu estava mais ansiosa pra assistir. Desde Demolidor, eu estava com muito hype em todas as produções da Netflix em termos de séries da Marvel. Demolidor como eu já falei aqui no blog, foi uma série que abriu portas pra Marvel na TV, e ai veio Jessica Jones que eu amei, depois Luke Cage que tem atores incríveis, fotografia linda, é uma baita de uma série sobre representatividade mas os diálogos são pesados e eu não aguentei ver inteira,confesso! E aí me vem Punho de Ferro, um cara que perde os pais, é criado em K"un Lun por monges e se torna uma arma viva, mestre do kung fu e portador do Punho de Ferro, uma honra que nenhum outro estrangeiro obteve na cidade sagrada. Até ai tudo certo, no começo da série somos apresentados ao Danny ainda tentando entender NY, querendo respostas e querendo provar sua identidade dentro da Rand, empresa da sua família.

Até a metade da série eu ainda estava ok com o Finn Jones (Danny Rand). È notável que eles tiveram pouco tempo para desenvolver o personagem, dar vida as emoções dele e menos tempo ainda de preparação física, o que atrapalhou em 90% as lutas da série. Infelizmente as lutas do cara que é o maior lutador do planeta, o Punho de Ferro, são fraquíssimas e nenhum inimigo tem sequer medo dele, e isso é triste. Dá pra notar todas as trocas de dublês, e o punho, que tragédia. Eu senti um Danny Rand mimado,egoísta muitas vezes no relacionamento dele com a Coleen e um cara que ora tinha uma motivação, ora tinha outra. Erro no roteiro. Punho de Ferro tinha tudo para não ser apenas mais um conto do herói urbano, apresentando grandiosas lutas performáticas e interessantes vilões super-poderosos - mas a série parece querer fugir disso. Enquanto não está presa em infindáveis salas de reunião, repete movimentos que já vimos nas duas temporadas de Demolidor. Não temos um vilão específico, somos levados por três pessoas que se revezam em atrapalhar a vida do Danny e isso desfoca totalmente o que realmente o herói quer salvar.

Obviamente a série teve pontos super positivos, como mostrar um herói jovem e inexperiente quanto confiar nas pessoas, o núcleo dos Meachum é o melhor, O ator que interpreta o Ward para mim, levou a série nas costas algumas vezes e a personagem da Coleen é bem construída e encaixa no proposito de tudo. A série é bonita esteticamente, tem ótimos diálogos e a cena do punho sendo usado no seu máximo, é a melhor coisa que você verá. Sabemos que o orçamento da série foi pequeno e por isso várias coisas vão incomodar, mas no geral a série não é a pior serie da Marvel, sendo que ela é a mais assistida até agora, passando Demolidor. E o que eu mais gostei foi a delicadeza de citarem todos os Defensores sem serem forçados. A referência aos outros hérois da Marvel super se encaixavam no roteiro. A série vale a pena ser vista mesmo com alguns erros,e agora é esperar para a estréia de Defensores, a série que vai juntar nossos heroís da Marvel TV. Contem ai para mim o que acharam da série,e se ainda não assistiram se pretendem assistir.

POSTADO POR LOLA