Resenha: Dartana

Um dos primeiros livros que tive oportunidade de ler na minha vida foram do André Vianco (sim, aqueles mesmo com vampiros) e lembro-me de ter amado os que li. Então logo que vi a Rocco colocando Dartana nas news de lançamentos eu não pensei duas vezes para solicitar e a pressa foi tão grande que acabei nem olhando no número de páginas do livro. Ai deu no que deu: peguei um livro extremamente longo de um gênero literário que não é, exatamente, um dos favoritos da minha vida. Vocês já podem ter reparado pelo pouco que eu falei que demorei muito tempo para ler esta obra e de fato sim, foram uns dois meses enrolando, enrolando, tentando intercalar com outras para até chegar a minha conclusão.

De imediato é muito difícil saber, exatamente, o que o autor quer mostrar com o livro. Temos o povo de Dartana que está se preparando, cegamente, para seguir um deus em uma guerra sem volta na esperança de livrar o seu povo da "maldição" da ignorância. Essa foi uma das coisas que mais achei interessante no livro, até porque da mesma forma que as pessoas da Dartana tinham uma fé cega nesse deus da guerra o próprio ser humano tem uma fé cega em sua religião, aqui mesmo na vida real. Não sei se, de fato, a intenção do autor foi esta mas para mim passou essa impressão. A obra tem diversos personagens, então por isso ficaram complicado eu falar de cada um deles em detalhes, até porque quando eu opto por fazer isso em uma resenha é porque tal personagem me marcou tanto se torna uma necessidade falar sobre. O que não aconteceu com os personagens de Dartana.


Uma das coisas que não me surpreendeu em nada foi na quantidade de detalhes que o autor colocou nas cenas. Não apenas em relação a batalha, mas as coisas que os personagens pensam e fazem, o que eles sentem e o quanto aquilo os afeta. Como é um livro narrado em terceira pessoa então o leitor não fica "preso" somente ao que os personagens principais estão passando, mas com a inserção de novos personagens ao longo da trama ficamos sabendo de antemão o que está sendo planejado.

Dartana é o primeiro livro de uma trilogia, então para quem realmente amou o primeiro livro tenho certeza que esta ansioso para o próximo. Para mim a espera não será tão longa, pois como não foi uma obra que eu realmente tenha amado é provável que eu não leia o próximo. Quem ama o gênero e literatura nacional eu indico a obra.

Share this:

3 comentários :

  1. Oi, Sil!
    Eu até estava interessada, mas essa quantidade de páginas me assustou legal. E ainda vai ter continuação? Imagina a quantidade de páginas que vai ser????
    Beijos
    Balaio de Babados

    ResponderExcluir
  2. Oi Sil! Eu já li dois livros do autor, os sete e O sétimo, um eu até curti, mas o outro nem tanto. Acho que o Vianco tem essa característica mesmo de colocar muitos personagens. bem, eu adorei sua resenha sincera, mas no momento não vou ler não hehehehhe

    Bjs, Mi

    O que tem na nossa estante

    ResponderExcluir
  3. Oiii Sil

    Não ando curtindo nem um pouco histórias carregadas em detalhes, e apesar de amar fantasia, distopia, ficção cientifica em geral, essa série não me chama muito a atenção...
    Pena que o livro tb não te agradou, espero que a próxima leitura seja melhor.

    Beijos

    Resenha Atual

    ResponderExcluir



 
Copyright © @kzmirobooks. Designed by OddThemes